“Promotoria alega “dificuldades” em recorrer contra desinterdição, mas graves riscos gerados por crime ambiental persistem na EACH”

Publicado em: Site da Adusp (30/08/14)

“No dia 28/8, em nova audiência na Promotoria de Meio Ambiente do Ministério Público Estadual (MPE) — desta vez concedida pelo promotor de justiça Eduardo Lutti, que voltou a responder pelo acompanhamento da ação civil pública (ACP) para apuração dos danos ambientais na EACH — a Adusp e professores da EACH buscaram esclarecer a aparente inatividade do MPE em face da decisão de desinterdição do campus da USP Leste, tomada pelo desembargador Álvaro Passos, do Tribunal de Justiça (TJ-SP). Passos é o relator no recurso oposto pela USP à decisão liminar da 2ª Vara da Fazenda Pública, que interditou aquele campus em novembro de 2013.”

Leia em: http://www.adusp.org.br/index.php/campanha-salarial-2014cs/2114-promotoria-alega-dificuldades-em-recorrer-contra-desinterdicao-mas-graves-riscos-gerados-por-crime-ambiental-persistem-na-each

Anúncios
Etiquetado , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: