Arquivo da tag: autonomia

“Crise põe autonomia da USP em xeque”

Publicado em: O Estado de SP (03/10/14)
por Victor Vieira

“A atual crise da Universidade de São Paulo (USP) pode colocar em xeque a autonomia administrativa e financeira da instituição, conquistada há 25 anos. Esse é o alerta de especialistas, que consideram mais importante renovar as estratégias de gestão do que pedir verbas extras ao governo do Estado. Outro desafio nos próximos anos será atender às demandas sociais sem ceder a pressões políticas.”

Leia em: http://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,crise-poe-autonomia-da-usp-em-xeque,1569930

Anúncios
Etiquetado , ,

Simon Schwartzman: “Só excelência acadêmica não basta”

Publicado em: Revista Época (17/06/14)
Entrevista, com Simon Schwartzman

“Na sexta-feira passada (27/06/14), mais uma vez os dirigentes da USP usaram de seu acesso aos emails institucionais para se dirigirem unilateralmente à comunidade USP: talvez querendo “lavar as mãos” da responsabilidade, dessa vez o email veio da Pró-Reitoria de Pesquisa, que enviou aos professores, sem comentário algum, a entrevista concedida por Simon Schwartzman à Revista Época, defendendo que a USP assuma seu papel de líder nacional, abandone a extensão e o “ensino profissionalizante” (tal qual, segundo o “cientista”, ocorre na EACH) e tenha flexibilidade para demitir ou “reestruturar” departamentos inteiros – conforme lição da Universidade de Berkeley.” (Comissão de Greve – USP)

Leia em: http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2014/06/bsimon-schwartzmanb-so-excelencia-academica-nao-basta.html

Etiquetado , , ,

“Autonomia, impactos e compromissos”

Publicado em: O Estado de SP (18/06/14)
Opinião, por Marilza Vieira Cunha Rudge, José Tadeu Jorge, Marco Antonio Zago

“O principal avanço proporcionado pela autonomia foi incorporar conceitos de gestão antes impossíveis de ser aplicados nas universidades, dada a sua dependência umbilical do controle centralizado e da política de liberações financeiras do governo estadual, em descompasso com as características de gestão. Seu escopo, arrojado para a época e ainda hoje singular no País, foi permitir que as universidades fossem administradas tendo como parâmetros o comportamento da economia e a escolha de prioridades, segundo as demandas identificadas na sociedade.”

Leia em: http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,autonomia-impactos-e-compromissos-imp-,1513995

Etiquetado , , , , , ,

“As universidades paulistas e a autonomia”

Publicado em: O Estado de SP (16/06/14)
Opinião, por José Goldemberg

“A USP tem, no sistema universitário brasileiro, o mesmo papel que as “grandes escolas” criadas na França após a Revolução de 1789, como a Escola Normal Superior e a Escola Politécnica, que formam até hoje os principais quadros técnicos, gerenciais e intelectuais que dirigem aquele país. Existem mais de cem universidades federais no Brasil, mas cerca de 23% da produção científica nacional se origina na USP. Crises nessa universidade são, portanto, de interesse de toda a sociedade.”

Leia em: http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,as-universidades-paulistas-e-a-autonomia-imp-,1512717

Edição impressa

Etiquetado , ,