Arquivo da categoria: Blogs

“Em crise, USP tem dificuldade em se relacionar com a imprensa, dizem jornalistas”

Publicado em: Blog Novo em Folha (Portal Folha de SP) (11/11/2014)
Por Paula

“Em meio a uma de suas mais graves crises financeiras e a problemas ligados à segurança dos campi, a USP (Universidade de São Paulo) enfrenta dificuldades para atender demandas e construir um elo sólido com a imprensa, na avaliação de profissionais dos principais veículos jornalísticos do Brasil.”

Leia em: http://novoemfolha.blogfolha.uol.com.br/2014/11/11/em-crise-usp-tem-dificuldade-em-se-relacionar-com-a-imprensa-dizem-jornalistas/

Anúncios
Etiquetado , ,

“Sindicato de docentes da USP pede anulação de transferência de Hospital de Bauru”

Publicado em: Blog de Paulo Saldaña – Portal Estadão (02/10/14)
por Paulo Saldaña

“A Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo (Adusp) encaminhou ofício à reitoria solicitando a anulação da decisão que desvinculou o Hospital de Reabilitação de Anomalias Cranofaciais (HRAC) de Bauru da instituição. O sindicato defende que a decisão foi irregular, uma vez que a votação não teria atendido o quórum estabelecido no Estatuto da universidade.”

Leia em: http://blogs.estadao.com.br/paulo-saldana/sindicato-de-docentes-da-usp-pede-anulacao-de-transferencia-de-hospital-de-bauru/

Etiquetado , , ,

“Maurício Tuffani: USP transmite ao vivo debate sobre sua crise”

Publicado em: Folha de SP – Blog de Maurício Tuffani (29/09/14)
por Maurício Tuffani

“O IEA (Instituto de Estudos Avançados) da Universidade de São Paulo realizará na quinta-feira, dia 2 de outubro, às 14 horas, o debate “Reflexões sobre a Crise da USP”, com transmissão ao vivo pela internet. O evento é uma iniciativa do Grupo de Pesquisa de Qualidade da Democracia do instituto e do NUPPs (Núcleo de Pesquisa em Políticas Públicas), ambos coordenados por José Álvaro Moisés, professor de ciência política da USP, que será o moderador da discussão.”

Leia em: http://mauriciotuffani.blogfolha.uol.com.br/2014/09/29/usp-transmite-ao-vivo-debate-sobre-sua-crise/

Etiquetado , ,

“A volta”

Publicado em: Blog Dia de greve, dia de trabalho (24/09/14)
por Marina Macambyra

DSCN6386

“Daqui pra frente, sempre que alguém falar de qualquer coisa que lembre vagamente greve, tipo faixa, boletim, tinta, caminhão, microfone ou mesmo areia, vai olhar pra você. E no meio de qualquer discussão de trabalho, sempre que entrar na conversa um problema clássico da USP, seja a burocracia ou o abandono de animais no campus, vai ter sempre alguém dizendo que o problema da USP são as greves e te olhando com um rabo de olho acusador.”

Leia em: http://diadegreve.blogspot.com.br/2014/09/a-volta.html

Etiquetado , ,

“Docentes dizem que Estado deixou de repassar R$ 1,2 bilhão à USP desde 2008”

Publicado em: Portal Estadão, Blog do Herton escobar
por Herton Escobar

“A conta inclui cerca de R$ 530 milhões de diferença entre o que os docentes calculam que a universidade deveria ter recebido da sua parte no ICMS e o que foi efetivamente repassado à instituição pelo governo nesse período, além de R$ 687 milhões em recursos adicionais que, segundo eles, deveriam ter entrado como contrapartida pela expansão de vagas na instituição, mas também não foram repassados.”

Leia em: http://blogs.estadao.com.br/herton-escobar/docentes-dizem-que-estado-deixou-de-repassar-r-12-bilhao-a-usp-desde-2008/

Etiquetado ,

“Em defesa da USP: repasses financeiros do Estado”

Publicado em: Blog Cientificando (09/09/14)
por Docentes mobilizados do Instituto de Biociências

“Neste contexto, surpreende a persistência da atual Reitoria da USP em apresentar “soluções” que envolvem tão somente (i) a redução do número de servidores por meio do plano de demissão voluntária, causando aumento dos gastos no curto prazo e insuficiência de apoio técnico-administrativo; (ii) a transferência do Hospital Universitário para a Secretaria da Saúde, com previsíveis prejuízos para a formação de mais de 2400 alunos, anualmente, tanto de graduação como de pós-graduação, das áreas de medicina, enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, nutrição, odontologia e farmácia, e (iii) o arrocho salarial de docentes e servidores técnico-administrativos.”

Leia em: http://cientificando.wordpress.com/2014/09/09/em-defesa-da-usp-repasses-financeiros-do-estado/

Etiquetado , , ,

“A USP após a greve”

Publicado em: Portal Estadão – Blog Roberto Lobo (18/09/14)
por Roberto Lobo

“Parece claro que a situação financeira da USP não estará resolvida com o final da greve, muito pelo contrário – continuará o déficit anual para gastos de manutenção, incluindo salários, em relação ao orçamento proveniente do Estado. As reservas continuarão sendo consumidas em uma proporção que dependerá do eventual crescimento do ICMS e da política de reajustes salariais das universidades estaduais paulistas.”

Leia em: http://blogs.estadao.com.br/roberto-lobo/a-usp-apos-a-greve/

Etiquetado , ,

“Chutando a escada II (mais seis notas sobre a greve na USP)”

Publicado em: 21sp (07/09/14)
por Fabiana Jardim

“No primeiro “chutando a escada”, meu foco estava em pensar a crise na USP, de que a greve é simplesmente reveladora, nas suas articulações com a relutância da USP em assumir de forma mais consistente o problema da democratização do acesso – não apenas em números gerais, ou criando “cursos de inclusão”, mas encarando também o desafio de acolher distintos perfis nos cursos mais prestigiados.”

Leia em: http://21sprevista.wordpress.com/2014/09/07/chutando-a-escada-ii-mais-seis-notas-sobre-a-greve-na-usp/

Etiquetado , , ,

“A ilegalidade do corte de salários dos trabalhadores em greve e a situação na USP”

Publicado em: Blog da Boitempo (25/08/14)
por Jorge Luiz Souto Maior

“A greve, vista pela ótica do Direito Social, é um instrumento a ser protegido e não atacado. Ao direito não compete impedir a ocorrência da greve e sim garantir a sua existência. Para cumprir esse objetivo o Direito não pode impor aos trabalhadores o sacrifício do próprio salário, do qual dependem para sobreviver.”

Leia em: http://blogdaboitempo.com.br/2014/08/25/a-ilegalidade-do-corte-de-salarios-dos-trabalhadores-em-greve-e-a-situacao-na-usp/

Etiquetado , , ,

“Chutando a escada (ou: seis notas sobre a greve na USP)”

Publicado em: Blog 21SP (28/08/14)
por Fabiana Jardim

“Nossa greve é para garantir aos colegas que vierem depois de nós condições, senão melhores, ao menos equivalentes às que temos hoje. Para que os estudantes que ingressarem, tenham também a chance de uma educação, senão melhor, ao menos equivalente aos que os antecederam. É um compromisso entre gerações.”

Leia em: http://21sprevista.wordpress.com/2014/08/28/chutando-a-escada-ou-seis-notas-sobre-a-greve-na-usp/

Etiquetado ,

“A insustentável leviandade do Zago …e de alguns outros”

Publicado em: Blog da Boitempo (26/08/14)
por Osvaldo Coggiola

“A greve, método por de luta excelência da classe trabalhadora, se sobrepôs à intensa propaganda contrária veiculada institucionalmente (pela Reitoria), ao corte de ponto dos funcionários técnico-administrativos, às ameaças de diretorias e chefias, à repressão da Polícia Militar e à hostilidade declarada da grande imprensa (que usou para o movimento em curso os qualificativos de “grevismo”, “baderna”, “grevistas folclóricos” e outros semelhantes), hostilidade que se estendeu ao próprio caráter público da instituição (a USP estaria “contra o muro” – o paredão? – segundo ponderado editorial da Folha de S. Paulo), a mesma imprensa que cobra das universidades públicas padrões de Primeiro Mundo, enquanto se satisfaz com padrões de Quarto Mundo para si.”

Leia em: http://blogdaboitempo.com.br/2014/08/26/a-insustentavel-leviandade-do-zago/

Etiquetado , , ,

[Pauta Comentada] “Reunião do CO – 26 de agosto de 2014”

Publicado em: Blog Representação Professores Doutores CO-USP

“Antes de chegar nas propostas mais polêmicas – desvinculação dos hospitais, plano de demissão voluntária e discussão sobre o reajuste salarial, a reunião seguiu a pauta já postada neste blog, a qual reproduzo abaixo já dando as explicações sobre as decisões do colegiado.”

Leia em: http://representadoutoresusp.blogspot.com.br/2014/08/reuniao-do-co-26-de-agosto-de-2014.html

Etiquetado , ,

“USP em Greve – envio um cheirinho de alecrim”

Publicado em: Blog da Raquel Varela
por Raquel Varela

“Esta geração nova, de intelectuais críticos brasileiros, hoje na casa dos 40, 50 anos, engajados, não permite agora a privatização da Universidade, organizou-se para tal, e teve como resposta nada mais nada menos do que a…polícia anti-motim. Uma vergonha, não me ocorre outra palavra. O Estado envia aos professores, as gentes que educam, pensam, debatem, o Estado envia-lhes as armas e a força policial!

Leia em: http://raquelcardeiravarela.wordpress.com/2014/08/21/usp-em-greve-envio-um-cheirinho-de-alecrim/

Etiquetado , ,

“MANIFESTAÇÃO PACÍFICA NA USP É REPRIMIDA PELA TROPA DE CHOQUE”

Publicado em: Blog Greve USP 2014 (20/08/14)

Para garantir a defesa e a continuidade do protesto, bem como para proteger as pessoas dos ataques policias, diversas pessoas organizaram barricadas para conter o avanço policial. As barricadas são uma medida de bloqueio de rua com o objetivo de atrasar o andamento da polícia até que a população consiga terminar o ato e retornar para as suas casas em segurança.

Leia em: http://greveusp2014.wordpress.com/2014/08/20/informe-manifestacao-pacifica-na-usp-e-reprimida-pela-tropa-de-choque/

Etiquetado , , , , ,

“A USP nas areias do Templo de Salomão”

Publicado em: Blog da Boitempo (13/08/14)
por Christian Ingo Lenz Dunker

“Há algo muito propositalmente equivocado em retratar a USP como um elefante branco, suntuoso e “fora do mundo”. Esta imagem deixa no ar que este tal templo deveria ser partido ao meio – parte produtiva e parte improdutiva – e vendido para a iniciativa privada, incluindo seus marajás e o marfim de suas torres. Se esta ideia surge fácil, na imagem invertida e na retórica da purificação da USP, é porque ela é uma espécie de ícone do Estado que deu certo e ao mesmo tempo de um modelo de gestão que deu errado. Um símbolo do que a iniciativa privada, mesmo lhe sendo dadas as melhores condições, não conseguiu fazer.”

Leia em: http://blogdaboitempo.com.br/2014/08/13/a-usp-nas-areias-do-templo-de-salomao/

Etiquetado , , , , ,

“A USP não está na lama por conta de ataques de zumbis comedores de cérebros”

Publicado em: Blog do Sakamoto (15/08/14)
por Leonardo Sakamoto

“Agora que a sua pior crise está instalada e fala-se abertamente de programas de demissão voluntária e redução de carga horária, desponta também, aqui e ali, a cantilena que causa orgasmo em muita gente: a gradual privatização da USP, através da cobrança de mensalidades, de taxas, de venda de espaços publicitários, de nomes de salas, de produção de pesquisa voltada apenas à necessidade das corporações, em suma, de otimização da gestão educacional utilizando critérios de sucesso considerados efetivos pelo mercado.”

Leia em: http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2014/08/15/a-usp-nao-esta-na-lama-por-conta-de-ataques-de-zumbis-comedores-de-cerebros/

Etiquetado , ,

“Marilena Chauí: Governos tucanos são responsáveis pela crise da USP”

Publicado em: Blog Viomundo (11/08/14)
por Malú Damázio, da RBA

“Segundo Marilena, a crise na universidade começou a ser gestada ainda nos anos 70, quando a USP abandonou o modelo de instituição social humanista, inserida no universo político e voltada à comunidade, e passou a assumir uma formação rápida e voltada ao mercado de trabalho. Um boom de parcerias da universidade pública com o mundo empresarial na década de 1980 e a expansão de instituições de ensino privadas consolidaram, nas décadas seguintes, um modelo de administração neoliberal. Nele, a USP tem status de organização administrativa que, com gestão de recursos e índices de produtividade, busca estratégias de desempenho e eficácia e se articula com outras instituições públicas de ensino superior por meio da competição.”

Leia em: http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/marilena-chaui.html

Etiquetado , , , ,

“Adrián Fanjul: Reitor Zago, a greve da USP tem mesmo impacto zero?!”

Publicado em: Blog Viomundo (11/08/14)
por Adrián Fanjul

“A avaliação de impacto feita pelo reitor convida a indagar qual universidade está sob sua percepção, a que instituição se refere, se por acaso é a mesma que frequento todo dia desde há 14 anos. Descrever o significado, digamos “extensional”, isto é, aquilo que essa representação da universidade abrange no espaço e nas pessoas, e que não deixaria ver nenhuma consequência prática da greve. E essa descrição nos permitirá perceber algo de outro modo da significação, o “intensional” (sim, com “s”), que indaga os traços que diferenciam um objeto de outros. Não apenas quanto e o que abrange a universidade percebida pela reitoria como “sem impacto”, mas também como ela é, qual é o seu caráter, a quais concepções ela se adequa.”

Leia em: http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/adrian-fanjul-reitor-greve-da-usp-tem-mesmo-impacto-zero.html

Etiquetado , , ,

“Por que o ensino superior deve ser gratuito e com cotas?”

Publicado em: Blog Terraço Econômico (20/07/14)
por Ramon García Fernández

“Muitas vezes os críticos de nossas universidades gratuitas as apontam como uma curiosidade brasileira; em geral, a narrativa diz que esse seria mais um exemplo da captura das instituições públicas por nossas elites, que assim empurrariam para a massa de contribuintes o custo de sua educação superior. Poucas vezes lembram esses críticos que a grande maioria dos países europeus oferece ensino superior gratuito, ao igual que vizinhos latino-americanos com sistemas universitários tradicionais e respeitados, como a Argentina e o Uruguai. Será esse também um complô das elites suecas, austríacas ou uruguaias?”

Leia em: http://terracoeconomico.com/2014/07/20/por-que-o-ensino-superior-deve-ser-gratuito-e-com-cotas/

Etiquetado , , , ,

“Ainda a greve”

Publicado em: Blog do Nicolau Marmo
por Nicolau Marmo

“Por que os três reitores gastam praticamente toda a verba de que dispõe para pagamento de salários? De quem é a culpa? Do governo estadual que incentivou a ampliação do número de vagas das três universidades sem reforço de verba. É evidente que o aumento do número de alunos tem como consequência o aumento de instalações, de professores e de funcionários.”

Leia em: http://noticias.r7.com/blogs/nicolau-marmo/2014/07/22/ainda-a-greve/

Etiquetado , ,